O jornalista iraquiano Muntazer al Zaidi, que atirou seus sapatos no presidente americano, George W. Bush, abriu um processo contra os agentes da segurança do primeiro-ministro iraquiano, Nuri al Maliki, por ter sido agredido após sua prisão.

"O jornalista iniciou a ação hoje (domingo) contra os agentes que o agrediram. São pessoas que trabalham na segurança do centro de imprensa" do governo iraquiano, disse à AFP Dhiya al Saadi, advogado de Al Zaidi.

O jornalista, de 29 anos, ficou conhecido mundialmente ao insultar e lançar seus dois sapatos contra a cabeça de Bush, que desviou habilmente, durante uma entrevista coletiva em Bagdá, no dia 14 de dezembro passado.

"Apresenta marcas (de golpes) pelo corpo. Perdeu um dente da mandíbula superior, tem hematomas no olho esquerdo e em outras regiões", revelou o advogado.

kat/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.