Jornalista que atirou sapato em Bush quer pedir asilo à Suíça

O jornalista iraquiano que atirou um sapato contra o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, durante uma coletiva de imprensa em Bagdá está pedindo asilo na Suíça, informou o jornal suíço Tribune de Geneve.

BBC Brasil |

Muntadar Al-Zaidi está preso no Iraque, aguardando julgamento, desde o incidente do sapato, durante uma visita de Bush ao país, em meados de dezembro.

Ele teme por sua segurança na prisão de Bagdá, diz o jornal, citando seu advogado, Mauro Poggia. O advogado argumenta que seu cliente também não poderá retomar o emprego no Iraque.

Seu irmão Dargham, disse à BBC que Muntadar apanhou no cárcere, que teve o braço e costelas quebrados e sofreu hemorragia interna.

Zaidi, de 29 anos, lançou o ataque contra Bush, que liderou a invasão contra o Iraque em 2003, com as palavras: "Este é um beijo de despedida, seu cachorro". Na cultura árabe, apenas mostrar a sola do sapato para alguém já é considerado ofensivo.

Poggia disse que foi contatado pela família de Zaidi e estava rascunhando a carta para o Ministério do Exterior suíço, pedindo assistência no processo de asilo político.

"Mesmo com muitos iraquianos tendo apoiado sua ação, ele está à mercê de todos os tipos de extremistas...", disse o advogado. "Sua vida poderia se tornar um inferno em seu próprio país."

O julgamento de Zaidi, que, aparentemente, não se arrependeu de ter atirado o sapato contra Bush, foi adiado no fim de dezembro, em meio à uma discussão sobre se ele deveria ser acusado por atacar ou apenas insultar Bush.

Assista ao vídeo em que o jornalista atira o sapato:

Leia mais sobre: Bush

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG