Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Jornalista kosovar é multado por revelar nome de testemunha protegida

Haia, 24 jul (EFE).- O Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) multou hoje o jornalista kosovar Baton Haxhiu em sete mil euros após considerá-lo culpado do crime de desacato por ter revelado e publicado o nome de uma testemunha protegida.

EFE |

A testemunha depôs no processo contra o ex-primeiro-ministro kosovar Ramush Haradinaj e outros dois ex-chefes da guerrilha albanokosovar, acusados de crimes de guerra e contra a humanidade, por assassinatos e abusos sobre sérvios e kosovares durante 1998.

Na leitura da sentença, o juiz Alfons Orie indicou que "a conduta do acusado colocou em risco a segurança da testemunha e de sua família e, por sua vez, minou a efetividade das medidas protetoras ditadas pelo Tribunal".

O jornalista, que era diretor de um periódico em 2007, deverá pagar a multa no prazo de 30 dias, aponta a sentença.

Ao estabelecer a pena, os juízes levaram em conta a cooperação com a Promotoria, tanto durante a investigação do próprio caso, quanto na do ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic e do ex-líder da Sérvia Milan Milutinovic, ambos acusados, entre outras coisas, de crimes de guerra no Kosovo.

Haxhiu, que se declarou inocente das acusações, enfrentava uma possível pena máxima de 7 anos de prisão e 15 mil euros de multa.

O jornalista é o terceiro kosovar acusado de desacato no processo contra Haradinaj e seus colaboradores, junto com Astrit Haraqija e Bajrush Morina, que foram acusados de suposta tentativa de persuadir uma testemunha protegida a não depor contra os réus no julgamento.

Haraqija e Morina se declararam inocentes e foram libertados, enquanto esperam julgamento.

Ramush Haradinaj e Idriz Balaj foram absolvidos, em 3 de abril, pelo TPII devido à falta de provas para apoiar as acusações, enquanto o terceiro acusado, Lahi Brahimaj, foi condenado a seis anos de prisão pelos crimes de tortura e tratamento cruel. EFE mr/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG