NOVA DÉLHI - Um jornalista hindu jogou um sapato no ministro do Interior da Índia em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira, após ficar nervoso com sua resposta a uma pergunta sobre os conflitos de 1984, em que centenas de hindus foram mortos.

O sapato não acertou Palaniappan Chidambaram, que desviou para evitá-lo. Depois ele sorriu e pediu aos seguranças que retirassem o repórter da sala.

Reuters
Jornalista atirou sapato contra ministro / Reuters
Jornalista atirou sapato contra ministro

"Por favor, levem para longe daqui, gentilmente, gentilmente, gentilmente, não tem problema, por favor, ordem, por favor, ordem", Chidambaram disse quando houve agitação na coletiva de imprensa.

Este foi o último incidente de arremesso de sapato como uma marca de protesto contra líderes políticos, incluindo o ex-presidente norte-americano George W. Bush e o primeiro-ministro do Japão, Wen Jiabao.

Jogar um sapato em alguém é considerado um insulto na Índia, a exemplo do Iraque, onde Bush foi atacado por um jornalista em dezembro.

O jornalista indiano foi visto sendo carregado por policiais sem farda, que tentaram impedi-lo de conversar com outros repórteres. Não ficou imediatamente claro se ele foi preso.

O repórter tirou um sapato e jogou-o após o ministro começar a responder a uma pergunta sobre a investigação federal de dois líderes do partido do ministro no Congresso acusados de liderar um motim contra Hindus em 1984.

Os conflitos em Nova Délhi, que estão entre os mais sangrentos da Índia dos tempos modernos, ocorreram em represália contra o assassinato do primeiro-ministro Indira Gandhi por seus guarda-costas hindus.

Leia mais sobre Índia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.