Jornalista georgiana é ferida durante transmissão ao vivo para a TV

TBILISI - A jornalista da Televisão Pública Georgiana Tamara Urushadze ficou ferida nesta quarta-feira durante uma transmissão ao vivo, que não foi interrompida, nos arredores da cidade de Gori, que está cercada por tropas russas.

EFE |

Os disparos foram ouvidos imediatamente depois que a repórter afirmou que a situação começava a se estabilizar, e, quando uma das balas atingiu a jornalista no braço, ela soltou o microfone, que caiu no chão.

Assista ao vídeo abaixo:

Então, outros jornalistas cobriram Urushadze com um colete à prova de balas e a levaram ao veículo da rede de televisão, onde a correspondente continuou transmitindo a reportagem, enquanto os colegas cuidavam do ferimento.

Os disparos vinham das posições ocupadas pelas forças da região separatista da Ossétia do Sul, onde o Exército russo entrou para proteger os ossetas das tropas georgianas.

Durante os cinco dias de combates, morreram na Geórgia pelo menos três jornalistas: dois georgianos que trabalhavam para a imprensa russa e um holandês.

Todos eles morreram durante o fogo cruzado entre ataques de separatistas e russos, e vários outros repórteres ficaram feridos nos dois lados da linha da frente.

Leia também:

Opinião:

Leia mais sobre: Geórgia Rússia

    Leia tudo sobre: georgiageórgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG