Jornalista é espancado e esfaqueado no Quirguistão

Moscou, 4 mar (EFE).- Um jornalista do Quirguistão especializado em política sofreu fraturas nos membros e 30 ferimentos ao ser esfaqueado e espancado com porretes nesta terça-feira, no centro de Biskek, capital do país, informou hoje o jornal econômico Reporter-Biskek para o qual trabalha.

EFE |

Sirgak Abdildayev, de 47 anos, foi atacado a 100 metros da redação, em pleno centro da capital, e próximo ao edifício do Parlamento e à sede do Governo.

"Um grupo de desconhecidos, que esperava Abdildayev em um carro, atacou-o em uma esquina próxima. O jornalista foi golpeado e seu corpo apresentava cerca de 30 ferimentos por arma branca e fraturas nos membros", explicou o diretor-geral do "Reporter-Biskek", Sultan Kanazarov.

Segundo ele disse à agência russa "Interfax", o jornalista foi operado e agora se encontra na unidade de terapia intensiva (UTI).

Kanazarov acrescentou que Abdildayev não corre risco de morte.

Os companheiros do jornalista estão convencidos que o ataque está relacionado com sua atividade profissional, ressaltou o chefe dele.

Bakit Seitov, porta-voz da Chancelaria do Quirguistão, disse que foi aberto um grupo de investigação supervisionado pessoalmente pelo ministro do Interior, Moldomusa Kongantiyev. EFE egw/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG