Jornalista Armando Nogueira é enterrado no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 30 mar (EFE).- O corpo do jornalista Armando Nogueira, ex-diretor da Central Globo de Jornalismo e comentarista esportivo, foi enterrado nesta terça-feira, às 12h35 (de Brasília), no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

EFE |

Armando Nogueira morreu na manhã de segunda-feira, aos 83 anos, vítima de câncer no cérebro.

O corpo do jornalista foi velado na Tribuna de Honra do Maracanã, de onde saiu por volta das 11h30 (de Brasília) de hoje coberto com as bandeiras do Botafogo, clube para o qual torcia, e do Acre, estado onde nasceu no dia 14 de janeiro de 1927.

Formado em Direito, Armando Nogueira começou a trabalhar como jornalista nos anos 50, no "Diário Carioca", que não existe mais. Em sua carreira, passou pelas revistas "Manchete" e "O Cruzeiro", e assinou uma coluna por 12 anos no "Jornal do Brasil".

Na televisão, foi diretor da Divisão de Esportes e depois diretor de jornalismo da "Globo", e em 1992 fez parte da equipe da "Bandeirantes" nos Jogos Olímpicos de Barcelona.

Antes de se afastar do trabalho por causa da doença, fazia parte da equipe do canal pago "SporTV" e escrevia uma coluna no diário "Lance!".

Armando Nogueira deixou ainda dez livros publicados, todos voltados para o esporte, sua grande paixão. EFE mh/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG