Jornal reformista é fechado no Irã

Teerã, 21 dez (EFE).- As autoridades iranianas mandaram fechar hoje o jornal reformista Andishey-e No (Novo Pensamento), informou a agência de notícias semioficial Fars.

EFE |

O fechamento foi ordenado durante uma reunião do órgão encarregado de supervisionar a imprensa do país. Detalhes sobre o que teria motivado a ordem não foram divulgados.

No último sábado, o Ministério da Cultura e Orientação Islâmica lançou várias advertências ao "Andishey-e No" e a outros três jornais reformistas por publicarem notícias tendenciosas sobre uma manifestação pró-Governo realizada na sexta-feira.

Em uma das advertências, o Governo acusou o "Andishey-e No" e o "Yahan-e Eghtesad" de terem "censurado completamente a manifestação geral de sexta-feira".

Já os jornais "Etemad" e "Mardom Salari" foram acusados de "manipular as imagens destas manifestações", das quais, segundo as autoridades iranianas, "participaram milhões de cidadãos". EFE msh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG