Jornal estatal pede governo de união liderado por Mugabe

Em um editorial publicado nesta quarta-feira, o jornal estatal do Zimbábue, The Herald, pediu que seja estabelecido um governo de transição liderado pelo presidente Robert Mugabe para levar o país a novas eleições como um modo de acabar com o impasse político após as eleições gerais do dia 29 de março. Até agora, nenhum resultado oficial da votação para presidente foi divulgado, mas o partido de oposição MDC rejeitou a sugestão do jornal e afirma que seu candidato, Morgan Tsvangirai, teria vencido o pleito.

BBC Brasil |

A demora em publicar os resultados das eleições presidenciais provocou uma onda de violência no Zimbábue que obrigou cerca de 3.000 pessoas a deixar suas casas.

O MDC acusa o partido governista de intimidar os eleitores e promover espancamentos antes do esperado segundo turno. Segundo o secretário-geral do partido, Tendai Biti, 500 pessoas ficaram feridas e dez morreram, mas o governo nega que haja vítimas fatais.

O Herald, que é visto como "porta-voz" do partido de Mugabe, o Zanu PF, sugere em seu editorial que as tensões políticas surgidas depois das eleições presidenciais tornaram impossível a realização de um segundo turno justo no futuro próximo.

O editorial ainda pede que outros países do sul da África ajam como mediadores entre o governo e a oposição, para formar o governo de transição que também iria escrever uma nova constituição. O jornal ainda pede que os países ocidentais suspendam as sanções econômicas.

Recontagem

Baseado em pesquisas de boca-de-urna, o partido da oposição, MDC, afirma Tsvangirai obteve mais de 50% dos votos, o necessário para evitar um segundo turno, mas outras sondagens indicam que ele venceu com menos da metade dos votos, sendo necessária uma nova votação.

A Comissão Eleitoral do Zimbábue ordenou a recontagem em 23 distritos eleitorais, alegando que só pode divulgar os resultados depois disso.

A comissão eleitoral também anunciou nesta quarta-feira o resultado da recontagem das eleições parlamentares em um dos dois distritos eleitorais cujos resultados foram contestados pelo MDC.

Segundo o Herald, a comissão confirmou a vitória do Zanu PF no distrito de Goromzi West.

Leia mais sobre: Zimbábue

    Leia tudo sobre: zimbábue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG