herdeiro do fascismo - Mundo - iG" /

Jornal do Vaticano rejeita críticas de Fini, herdeiro do fascismo

O jornal do Vaticano rejeitou nesta quarta-feira as críticas à Igreja católica por sua passividade em relação às leis raciais de Mussolini lembrando que o autor destas denúncias, o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini, é um herdeiro do fascismo.

AFP |

"O fato de que um dos herdeiros políticos do fascismo - único responsável pelas leis raciais das quais quer, de forma louvável, se distanciar - questione hoje a Igreja católica, constitui um motivo de surpresa", escreveu o Osservatore Romano.

Terça-feira, por ocasião de uma cerimônia para recordar a promulgação das leis raciais de 1983, Fini declarara que "a ideologia fascista não explica por si só a infâmia" destas leis, "às quais poucas pessoas se opuseram, nem mesmo, e lamento dizer isso, a Igreja católica".

Gianfranco Fini, líder do partido Aliança Nacional, é procedente do antigo movimento neofascista MSI.

"Não é verdade que a Igreja italiana não tenha se oposto às leis raciais", afirmou o Osservatore, destacando que as declarações de Fini suscitaram "estupor e polêmica".

nou/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG