Jornal de Pequim consegue publicar foto de vítimas da Praça da Paz Celestial

Pequim, 27 jul (EFE).- O diário Beijing News, um dos mais populares da capital chinesa, conseguiu esta semana publicar em suas páginas uma foto com vítimas do massacre da Praça da Paz Celestial de 1989, um fato sem precedentes em um país onde o incidente continua sendo tabu, informou hoje o jornal South China Morning Post.

EFE |

A edição de quarta-feira inseriu uma foto das vítimas, com o título de "feridos", em uma matéria sobre o famoso fotógrafo Liu Xiangcheng, que retratou as mudanças que a China sofreu nos últimos 30 anos.

A página foi aprovada pelos editores, mas mais tarde, ao se descobrir que se tratava de uma imagem dos protestos da Praça da Paz Celestial, a edição foi retirada das bancas, informou o diário de Hong Kong, uma ex-colônia com diferentes leis de imprensa e onde não há restrições à informação sobre os incidentes de 1989.

A foto e o artigo sobre o fotógrafo também foram retiradas do site do "Beijing News".

Mas mesmo retirando os jornais das bancas, muitos leitores se surpreenderam com o conteúdo do popular jornal, e a foto se espalhou por fóruns online e blogs.

Fontes ligadas ao "Beijing News" consultadas pelo "South China Morning Post" asseguraram que, devido à sensibilidade do momento (a proximidade dos Jogos Olímpicos), não são esperadas grandes sanções contra o diário de Pequim. EFE abc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG