Republicano afirmou que partido deve permanecer unido ao redor do candidato que tem mais capacidade de enfrentar Obama em novembro

Jon Huntsman anunciou nesta segunda-feira sua saída da disputa pela candidatura presidencial republicana para as eleições nos Estados Unidos e declarou seu apoio ao ex-governador de Massachusetts, Mitt Romney .

Leia também: Quem são os principais pré-candidatos republicanos?

Candidato presidencial republicano e ex-governador de Utah, Jon Huntsman, anuncia o fim de sua campanha
AP
Candidato presidencial republicano e ex-governador de Utah, Jon Huntsman, anuncia o fim de sua campanha

Em seu discurso na Carolina do Sul, onde acontecerão as próximas primárias, acompanhado de sua esposa e filhas, Hunstsman pediu unidade ao partido ao redor do candidato que tem mais capacidade de enfrentar o presidente Barack Obama e destacou: "Acho que esse candidato é Mitt Romney".

Republicano moderado, Huntsman terminou em terceiro lugar na votação primária do Estado de New Hampshire, na semana passada, apesar de ter realizado uma enorme campanha eleitoral. Uma pesquisa na semana passada mostrou que ele teria apenas 4 por cento dos votos na Carolina do Sul na próxima prévia do partido.

Primeira disputa: Romney vence prévia republicana em Iowa por apenas 8 votos
Segunda disputa: Romney vence primária republicana de New Hampshire

A candidatura de Huntsman nunca conseguiu deslanchar, já que os republicanos mais conservadores não confiam nele por ter trabalhado na gestão do presidente Barack Obama como embaixador dos Estados Unidos na China.

Apesar disso, o currículo de Huntsman sugeria que ele poderia ser um candidato forte para a indicação presidencial. Mas o ex-governador de Utah e ex-diplomata não encontrou a boa recepçaõ que esperava para seu projeto moderado.

"Nossa campanha para a presidência acabou, mas nossa campanha por uma América (melhor) continua", declarou Huntsman. Ele pediu também para que os candidatos que continuam na corrida parem de atacar uns aos outros, alertando que "essa forma tóxica do discurso político atual não ajuda a nossa causa".

No domingo, o diretor de sua campanha, Matt David, já havia adiantado que o candidato poderia desistir da corrida presidencial.

Hunstman é o segundo pré-candidato à presidência a anunciar sua desistência desde que a disputa republicana começou oficialmente, com o caucus de Iowa. Após ficar em último lugar nesta primeira votação, a congressista Michele Bachmann, desistiu da candidatura .

A próxima etapa da corrida republicana será realizada no dia 21, na Carolina do Sul, primária considerada crucial na escolha do indicado do partido.

Desde 1980, todos os vencedores nas primárias republicanas da Carolina do Sul acabaram ganhando a indicação final do partido para concorrer à Presidência.

Os pré-candidatos já estão no Estado, dando prosseguimento à campanha para conquistar um eleitorado considerado conservador e que dá especial importância a questões sociais, como aborto, casamento gay e imigração.

Nesse cenário, pré-candidatos de perfil mais conservador tentarão convencer o eleitorado de que são a alternativa "anti-Romney", já que o ex-governador é considerado moderado demais por algumas alas do partido.

Com EFE, AP e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.