John McCain vai a Cabul e pede mais soldados estrangeiros

O ex-candidato à presidência americana John McCain e vários outros senadores viajaram a Cabul, onde pediram um aumento significativo do número de soldados estrangeiros no Afeganistão para combater os rebeldes talibãs.

AFP |

O grupo de senadores visitou Cabul, onde os insurgentes realizaram um ataque suicida e dispararam vários foguetes nesta terça-feira, e se encontrou em seguida com soldados americanos na província de Helmand, no sul do país, considerada um feudo talibã.

"É muito claro para mim que precisamos de mais meios", principalmente reforços, mais equipamentos e mais dinheiro, declarou McCain à imprensa em Cabul.

"O número de soldados deve ser muito maior, e aguardamos com impaciência as recomendações do general Stanley McChrystal", o comandante americano dos 100.000 soldados estrangeiros no país, que deve apresentar um relatório sobre o conflito afegão no próximo mês, afirmou McCain, membro da Comissão das Forças Armadas do Senado americano.

McChrystal pode pedir novos reforços americanos, além dos 62.000 soldados americanos e 38.000 militares de outros países já mobilizados no país.

"Estou convencido de que daqui a 12 a 18 meses, se trouxermos os recursos apropriados e empregarmos a boa estratégia, teremos um sucesso significativo aqui", acrescentou.

McCain ainda disse que após anos de fracasso, "progressos consequentes foram realizados em Helmand".

br/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG