Joe Biden debate a crise econômica com líderes da América Central

O vice-presidente americano, Joe Biden, reuniu-se nesta segunda-feira com os presidentes da América Central em San José para abordar a crise econômica e outros temas de interesse para Washington, como migração e cooperação com a região, disseram funcionários locais.

AFP |

O primeiro contato do governo democrata de Barack Obama com a América Central começou às 11H00 local (14H00 de Brasília) na Casa Presidencial de Costa Rica, e deve durar uma hora e meia, disse um funcionário costa-riquenho.

Os líderes centro-americanos esperam promessas de que Washington os ajudará a encarar a crise econômica e atenderá às suas preocupações referentes à migração.

Antes de viajar a San José, Biden declarou no fim de semana, no Chile, que agora os EUA ouvem os demais países e pretendem se aliar a seus vizinhos latino-americanos.

Os países centro-americanos, muito dependentes do comércio com os Estados Unidos, vêm sofrendo um duro golpe com a crise, com a queda de suas exportações e das remessas familiares, e o aumento do desemprego.

Após a reunião, que marca a estreia no cenário internacional do presidente salvadorenho Mauricio Funes, os participantes posarão para uma foto oficial, falarão com a imprensa e terão um almoço privado na Casa Presidencial.

Depois do almoço, Biden e os outros presidentes estrangeiros retornam para seus países.

Participam também do encontro os presidentes Antonio Saca (El Salvador), Alvaro Colom (Guatemala) e Martín Torrijos (Panamá), o primeiro-ministro Dean Barrow (Belice), o presidente anfitrião Oscar Arias, o vice-chanceler da Nicarágua, Manuel Coronel, e o vice-presidente de Honduras, Arístides Mejía.

fj/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG