Jobim expõe na Argentina plano para Conselho de Defesa na América do Sul

Buenos Aires, 13 mai (EFE).- O ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, ofereceu hoje detalhes ao Governo argentino sobre o projeto para criar um Conselho de Defesa na América do Sul, informaram fontes oficiais.

EFE |

Jobim foi recebido pela ministra da Defesa da Argentina, Nilda Garré, com quem manteve uma reunião de meia hora à qual também participaram, mais tarde, as delegações de ambos os países.

Durante uma hora e meia, Jobim informou "amplamente sobre a iniciativa brasileira de formar um Conselho de Defesa no marco da União Sul-Americana", informou o Ministério da Defesa argentino em comunicado.

"Os funcionários argentinos realizaram diversas perguntas ao ministro brasileiro e tomaram nota de suas observações", informou a nota oficial, na qual o Governo de Cristina Fernández de Kirchner não se pronuncia sobre a decisão a ser tomada frente ao plano apresentando.

O ministro da Defesa do Brasil também viajará ao Chile e ao Uruguai para promover a criação do Conselho Sul-americano de Defesa, iniciativa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e que será discutida pelos presidentes da região na Cúpula da União de Nações Sul-americanas (Unasul), prevista para 23 de maio, em Brasília.

Segundo Jobim, a proposta "não se trata de uma aliança militar convencional, como a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), mas de uma aliança de diálogo entre os ministérios de Defesa para uma integração do pensamento, visando formar uma política regional de defesa".

Os princípios de "não-intervenção à soberania de cada país, à autodeterminação dos povos e à integridade territorial" são defendidos no objetivo da iniciativa, que seria aplicada às vertentes amazônica, andina e platina em assuntos como posições conjuntas perante organismos e em missões de paz.

Além de se reunir com Garré, Jobim visitou hoje o chanceler argentino, Jorge Taiana, antes de ir para a sede do Executivo para uma audiência com a presidente Cristina Kirchner. EFE nk/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG