BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, confirmou nesta segunda-feira que o Brasil poderá participar da libertação de reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). No final de abril, a senadora opositora colombiana Piedad Córdoba pediu apoio ao governo brasileiro no processo de liberação de Pablo Emilio Moncayo, sequestrado pelas Farc há mais de 11 anos e de outros reféns.

[...] o exército está disponível, destacou Jobim após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo informações da senadora, atualmente há 125 reféns em poder do grupo. Apesar de o Brasil já ter declarado apoio à Colômbia, ainda não houve um pedido formal do governo do país para que a operação de resgate comece a ser definida.

Veja também:

Leia mais sobre: Farc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.