Beatificação foi celebrada com aplausos e gritos de "santo subito"

O papa Bento 16 proclamou neste domingo (1º) "beato" seu antecessor, João Paulo 2º (1978-2005), durante uma imponente cerimônia celebrada na Praça de São Pedro diante de dezenas de milhares de pessoas, que aplaudiram o anúncio.

O papa, que usava a casula e a mitra de João Paulo 2º, pronunciou a frase em latim que elevou o antecessor, com o qual colaborou durante 23 anos, à glória dos altares.

Muitos aplausos e gritos de " santo subito " (santo já), como no dia do funeral de João Paulo 2º, foram ouvidos na praça, repleta de pessoas que exibiam bandeiras de muitos países, entre elas a polonesa e a brasileira.

A comoção foi grande entre os representantes das 86 delegações de países e, sobretudo, entre aqueles que conheceram de perto o pontífice, como o cardeal polonês Stanislaw Dziwisz, secretário por mais de 40 anos de João Paulo 2º.

Uma imensa fotografia de 1995 de Karol Wojtyla foi desvelada no momento da beatificação, no balcão central da basílica.

O culto litúrgico do novo beato será celebrado a cada 22 de outubro, data do início do pontificado de João Paulo 2º em 1978.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.