Joalheiro pagará US$ 17.400 a modelo demitida por ter espinha na Alemanha

Berlim, 14 jul (EFE) - A Audiência Provincial de Munique (sudeste da Alemanha) condenou hoje um joalheiro a indenizar em 11 mil euros (US$ 17.400) em conceito de honorários uma modelo a qual foi demitida após uma sessão de fotos por ter espinha.

EFE |

O tribunal determinou hoje que o cliente deve pagar essa quantia à agência de modelos através da qual contratou a jovem por considerar "improcedente" a demissão.

A Audiência Provincial rejeitou os argumentos do joalheiro, que alegou que, devido às "inflamações e impurezas" que a modelo apresentava na pele, só conseguiu usar uma das imagens tiradas durante a sessão de fotos.

A agência de modelos disse que informou previamente o cliente das "pequenas impurezas cutâneas" quando forneceu o perfil da jovem, antes de formalizar o contrato. EFE nvm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG