dia da ira - Mundo - iG" /

Jerusalém mobiliza policiais por novo dia da ira

A polícia israelense está amplamente mobilizada nesta sexta-feira na zona leste de Jerusalém, depois que o Hamas convocou um novo dia da ira contra a operação militar de Israel em Gaza.

Redação com agências internacionais |

"Mobilizamos milhares de homens para manter a calma no leste de Jerusalém", declarou o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld.


Ataques contra Gaza continuam nesta sexta-feira / Reuters

Ele acrescentou que somente estão autorizados a participar nas orações de sexta-feira na Esplanada das Mesquitas, terceiro local sagrado do islã, "os palestinos com carteira de identidade israelense e mais de 50 anos". Para as mulheres o acesso será livre.

Além disso, o Exército israelense anunciou o bloqueio total da Cisjordânia durante 48 horas a partir de meia-noite de sexta-feira (20H00 de Brasília, quinta-feira).

Conflito em Gaza continua

Israel e Hamas rejeitaram nesta sexta-feira o pedido de cessar-fogo feito pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, por considerar que a proposta não satisfaz suas respectivas necessidades de segurança e liberdade de movimento.

"Israel atuou, atua e seguirá atuando de acordo com suas necessidades, a segurança de seus cidadãos e seu direito à legítima defesa", disse a chanceler Tzipi Livni, após saber da resolução.

O Hamas rejeitou o documento elaborado pelo Reino Unido em colaboração com a França e os países árabes, por considerar que ele não levou em conta o movimento islâmico, apesar de o ver como prova do fracasso da ofensiva militar de Israel em Gaza.

"Este fracasso é o que gerou a resolução", manifestou, de Beirute, o dirigente islamita Osama Hamdan, em declarações à imprensa local.

14º dia de bombardeios

Leia também

Vídeos

Opinião

Leia mais sobre: Faixa de Gaza


    Leia tudo sobre: faixa de gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG