Jeb Bush não se candidata ao Senado e disputa por cadeira aumenta

Miami, 7 jan (EFE).- O republicano Jeb Bush, irmão mais novo do presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, decidiu não se candidatar ao Senado pela Flórida, o que já gerou uma grande disputa pela cadeira, informou hoje a imprensa local.

A decisão do ex-governador da Flórida frustrou as esperanças dos republicanos, que buscavam um peso pesado para a disputa, e deixou o cenário pronto para primárias acirradas tanto no Partido Republicano como no Democrata.

Sua possível candidatura tinha desestimulado outros aspirantes à cadeira, desde que o senador Mel Martínez, de origem cubana, anunciou há cinco semanas que deixará a Câmara Alta em 2010.

No entanto, segundo o diário "The Miami Herald", poucos minutos depois de Bush anunciar sua decisão, na terça-feira, os potenciais candidatos dos dois partidos começaram a arrecadar fundos.

"A Flórida é um campo aberto, e com toda franqueza não seria assim se Jeb Bush fosse candidato. A situação passa de algo decidido para uma campanha na qual qualquer um pode ganhar", disse o assessor democrata Jeff García.

O atual presidente americano e seu pai (George Bush, que também ocupou a Casa Branca) tinham encorajado Jeb a disputar a vaga no Senado, mas o ex-governador da Flórida decidiu continuar com seu trabalho no setor privado. EFE sob/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG