Nova York, 31 ago (EFE).- O rapper Jay-Z anunciou hoje que fará um show no dia 11 de setembro, em homenagem às vítimas dos atentados contra as Torres Gêmeas, com o qual espera arrecadar US$ 1 milhão que será destinado às famílias dos policiais e bombeiros que morreram na tragédia.

O show, com o lema "Answer the Call" ("Responda à Ligação"), será realizado no Madison Square Garden, em Nova York, e contará com a presença de 10 outros artistas famosos, mas seus nomes ainda não foram divulgados.

"Esta é a minha oportunidade de dar uma ajuda", disse hoje Jay-Z, em entrevista coletiva, acompanhado pelo governador do estado de Nova York, David Paterson, e o comissário de bombeiros da cidade, Nicholas Scoppetta.

Jay-Z assegurou se sentir "orgulhoso" da atuação dos policiais e bombeiros que morreram durante as operações de regaste nos edifícios que foram alvo dos terroristas.

O show no Madison Square Garden coincidirá com o lançamento do novo álbum do rapper, "Blueprint 3", seu 11º trabalho desde o lançamento de "Reasonable Doubt", em 1996.

Apesar de preferir a música de Frank Sinatra, segundo confessou na entrevista coletiva, Scoppetta, de 77 anos, agradeceu a Jay-Z pelo gesto de destinar toda a renda arrecadada na bilheteria do show às famílias dos bombeiros e policiais que morreram no dia 11 de setembro e que perderam "pais, maridos, irmãos, filhos e amigos", segundo ele.

"Embora o departamento de bombeiros esteja mais firme que nunca, a dor nunca desaparecerá", acrescentou.

As entradas do show, que será transmitido ao vivo nos Estados Unidos pelo canal "Fuse TV", custarão US$ 50 e começarão a ser vendidos no dia 8 de setembro. EFE jju/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.