Jaycee trabalhava abertamente para suposto raptor (imprensa)

Jaycee Dugard ajudava diariamente o homem acusado de tê-la sequestrado durante 18 anos na Califórnia (oeste) em uma gráfica, e mantinha contato regular com seus clientes, indica nesta segunda-feira a imprensa local.

AFP |

Vários clientes de Phillip Garrido, de 58 anos, suposto raptor de Jaycee Dugard, afirmaram ao San Francisco Chronicle que haviam estado em contato com a jovem, que Garrido apresentava como sua filha, com o nome de Allissa.

Jaycee Dugard, hoje com 29 anos, é descrita como uma jovem profissional e educada, que se comunicava com os clientes por telefone e por correio eletrônico, e recebia seus pedidos de cartões de visita, prospectos e materiais promocionais, segundo o jornal.

Garrido "nos dizia abertamente que trabalhava com sua filha. Dizia que ela era responsável pela parte gráfica e que ele se ocupava da impressão", declarou JP Miller, que havia utlizado os serviços de Garrido em agosto para promover sua empresa de transportes.

Um outro cliente de Garrido que havia entrado em contato com a jovem, afirmou que nada em Jaycee Dugard havia atraído a sua atenção.

"Ela era muito profissional, muito educada, como toda secretária", declarou Ben Daughdrill.

Phillip Garrido e sua mulher Nancy são acusados de terem mantido como refém durante 18 anos Jaycee Dugard e suas duas filhas, concebidas com seu suposto raptor, em barracos e tendas escondidas no fundo de seu jardim em Antioch, 70 km a leste de San Francisco.

rr/dm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG