Japoneses identificam variante genética com predisposição à narcolepsia

(embargada até as 14h em Brasília) Londres, 28 set (EFE).- Cientistas japoneses identificaram uma variante genética com predisposição a desenvolver narcolepsia e que está presente principalmente em japoneses e coreanos, segundo uma pesquisa publicada hoje pela revista científica britânica Nature Genetics.

EFE |

A narcolepsia é uma patologia caracterizada por inércia excessiva, problemas de visão e fraqueza muscular que pode causar desmaios.

A doença afeta uma em cada 2.500 pessoas nos Estados Unidos e na Europa, mas é quatro vezes mais freqüente entre os japoneses.

Agora, pesquisadores da Universidade de Tóquio localizaram uma variante genética com predisposição ao desenvolvimento dessa patologia.

Após um estudo de associação genética, os cientistas descobriram que a variante de risco está situada entre os genes CPT1B e CHKB, que poderiam desempenhar um papel importante na desordem.

A equipe de pesquisadores, liderada por Katsushi Tokunaga, explica que o gene CPT1B codifica uma enzima envolvida na oxidação dos ácidos graxos e pode ter alguma implicação na regulação do sono.

Já o CHKB codifica uma enzima que catalisa a produção de um componente das membranas celulares que é o precursor de uma molécula relacionada com o ciclo de sono-vigília.

A variante genética está mais presente nas populações japonesa e coreana do que nos descendentes de europeus e africanos. EFE vmg/wr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG