O partido que governa o Japão concordou em flexibilizar aos cidadãos a possibilidade de mudança de sexo, que atualmente é permitida apenas às pessoas sem filhos.

Um comitê do Partido Liberal Democrático, do primeiro-ministro Yasuo Fukuda, aprovou um projeto de lei que concede aos pais com problemas de identidade o direito de registrar seu novo sexo, uma vez que os filhos já sejam maiores de idade, fixada em 20 anos no Japão.

O texto será submetido posteriormente à aprovação parlamentar.

No Japão, as pessoas que buscam emprego ou compram uma residência devem presentar seus dados pessoais, dando origem a discriminações, por exemplo, no caso dos transexuais.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.