Japão reconhece que resultado eleitoral em Okinawa se opõe à base dos EUA

Tóquio, 25 jan (EFE).- O primeiro-ministro, Yukio Hatoyama, disse hoje (horário local, domingo no Brasil) que a vitória de um político que se opõe à mudança de uma base dos Estados Unidos nas eleições à Prefeitura de Nago (Okinawa) é uma manifestação da vontade popular, informou a agência Kyodo.

EFE |

Susumu Inamine, que se opunha à mudança da base aérea americano de Futemma para Nago, ambos na ilha de Okinawa (sul do Japão), venceu o candidato que era favorável ao novo desdobramento, centro da polêmica nas relações do novo Governo de Tóquio e Washington.

Hatoyama, líder do Partido Democrático (PD), chegou ao poder em setembro do ano passado, pondo fim a mais de meio século de predomínio do Partido Democrata Liberal (PLD), com a promessa de revisar o acordo para transferir a base de Futemma.

A vitória de Inamine acrescenta mais pressão ao Governo, que assegurou que se pronunciará sobre sua decisão final antes do fim do mês de maio, apesar de os EUA terem pedido a Tóquio uma resolução rápida.

A base aérea americana de Futemma se encontra em uma área densamente povoada na localidade de Ginowan, o que provoca vários problemas aos moradores e aumentou suas queixas.

Os EUA mantêm no Japão cerca de 50 mil militares, a maioria deles no arquipélago de Okinawa. EFE jmr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG