Japão prorroga sanções contra a Coréia do Norte

O Japão prorrogou nesta sexta-feira por seis meses as sanções contra a Coréia do Norte, alegando a falta de avanços deste país em temas de conflito, como o caso dos cidadãos japoneses seqüestrados e o da política nuclear.

AFP |

As sanções - que vetam o acesso de produtos do empobrecido país comunista aos portos japoneses - chegariam ao fim no sábado.

As medidas foram decretadas após os disparos de mísseis norte-coreanos no mar do Japão em julho de 2006 e de um teste nuclear norte-coreano em outubro do mesmo ano.

No entanto, o ministro japonês das Relações Exteriores, Masahiko Komura, destacou que o governo pode suspender as sanções caso o regime de Kim Jong-Il faça as concessões esperadas.

As relações entre Tóquio e Puongyang, que não têm vínculos diplomáticos, estão bloqueadas pela questão dos japoneses seqüestrados pelo regime norte-coreano nos anos 70 e 80 para formar espiões preparados na língua e cultura nipônicas.

A Coréia do Norte admitiu em 2002 ter seqüestrado 13 japoneses e libertou cinco, alegando que os outros oito faleceram no cativeiro.

Porém, o Japão acredita que ainda existem vários cidadãos do país detidos na Coréia do Norte.

oh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG