Japão prorroga até junho de 2010 sua missão de paz no Sudão

Tóquio, 22 jun (EFE).- O Japão decidiu nesta segunda-feira (hora local) estender até junho de 2010 a permanência de dois membros de suas Forças de Autodefesa no Sudão, onde colaboram desde outubro do ano passado com a missão de paz que a ONU tem no sul do país africano.

EFE |

Segundo a agência local de notícias "Kyodo", a extensão desta missão de paz será efetiva a partir do dia 30 de junho e se prolongará durante um ano.

A decisão do Governo japonês acontece depois que a ONU decidiu prorrogar sua missão no Sudão até 30 de abril do ano que vem.

O Governo enviou dois oficiais ao Sudão no final de outubro do ano passado ao quartel-general da missão da ONU em Cartum, a capital, onde iam permanecer a princípio até 30 de junho deste ano.

No entanto os dois membros das Forças de Autodefesa japonesas foram substituídos em abril por outros dois oficiais.

Sua missão consiste em garantir a segurança da base de dados dos quartéis-gerais e se encarregar do planejamento da provisão de materiais e transporte.

As Forças de Autodefesa do Japão, que não podem participar de uma guerra segundo a Constituição do país, colabora em missões de paz da ONU desde 1992, quando foi aprovada uma lei para tornar isto possível.

O sul do Sudão está em processo de reconstrução desde que em 2005 terminou uma guerra civil que assolou a população do país durante mais de 20 anos. EFE icr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG