Japão proíbe entrada de ex-premiê tailandês

Bangcoc, 5 fev (EFE).- O Governo do Japão vetou a entrada do ex-primeiro-ministro tailandês Thaksin Shinawatra no país por sua condição de foragido da Justiça, disseram hoje fontes oficiais da Tailândia.

EFE |

"Recebi a notícia de que o Japão decidiu proibir a entrada de Thaksin em seu território", assinalou o chefe do Executivo tailandês, Abhisit Vejjajiva, adversário político de Shinawatra.

O primeiro-ministro, que não revelou data da decisão das autoridades japonesas, partiu hoje para o Japão, onde permanecerá por três dias em visita oficial.

Com a medida, as autoridades japonesas se juntam ao Reino Unido, cujo Governo revogou em novembro passado o visto de Shinawatra pelos mesmos motivos.

Em outubro do ano passado, a Suprema Corte da Tailândia condenou o ex-primeiro-ministro a dois anos de prisão por um delito de abuso de poder cometido em 2003.

Em 2006, o Exército derrubou Shinawatra mediante um golpe de Estado e estabeleceu um tribunal especial para julgar as irregularidades cometidas durante seu mandato.

A Tailândia, que realizou eleições no final de 2007, se encontra desde então imersa em uma profunda crise política devido à briga por poder entre os seguidores e os detratores do deposto primeiro-ministro. EFE grc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG