Japão pedirá reunião no CS caso Coreia do Norte lance foguete

Nações Unidas, 2 abr (EFE).- O Japão pedirá uma reunião de emergência no Conselho de Segurança (CS) da ONU se a Coreia do Norte seguir adiante com seus planos de lançar um satélite, que Tóquio e outros países suspeitam que servirá para acobertar o teste de um míssil intercontinental.

EFE |

Assim disse o embaixador do Japão na ONU, Yukio Takasu, segundo quem os Estados Unidos e a França apoiam a intenção de seu país de pedir a reunião de emergência caso as tentativas diplomáticas para dissuadir Pyongyang falhem.

"Se esses esforços não derem um resultado satisfatório, o Japão pedirá uma reunião de urgência no Conselho de Segurança para discutir este assunto e dar uma resposta, que tem que ser clara e firme", afirmou o diplomata japonês.

Takasu fez estas declarações na saída da reunião do CS que discutiu a agenda mensal do órgão, de acordo com a qual a situação na península norte-coreana pode vir a ser discutida nos próximos dias.

O diplomata também disse que, dentro do CS, há o consenso de que as ações norte-coreanas afetam tanto a segurança do Japão como a segurança internacional e o regime de não-proliferação nuclear vigente na região.

Ainda segundo ele, o Japão está em contato com outros Governos para convencer a Coreia do Norte a desistir do lançamento do satélite, que acontecer em 4 de abril.

"Se a Coreia do Norte seguir adiante com o lançamento, seria uma clara violação à resolução 1.718, que a impede de fazer qualquer tipo de teste com mísseis balísticos", acrescentou. EFE jju/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG