Japão pede que membros do Apec não cedam ao protecionismo

Lima, 19 nov (EFE).- O Governo do Japão pediu hoje aos outros 20 membros do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) que não se deixam influenciar pelo protecionismo no momento de enfrentar a crise econômica mundial.

EFE |

O subsecretário de imprensa do Ministério de Assuntos Exteriores japonês, Yasuhisa Kawamura, se referiu às reuniões de hoje pelos ministros de Exteriores e de Comércio do Apec, para preparar a cúpula de governantes deste fim de semana.

Segundo Kawamura, o ministro de Exteriores japonês, Hirofumi Nakasone, disse que os países do Apec têm de mostrar "solidariedade e unidade diante da crise", brindar "um forte apoio à declaração do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes)", e enfrentar "uma certa onda de protecionismo" fruto da crise.

Nakasone também se mostrou preocupado com o "impacto negativo da crise e as condições econômicas" especialmente nos países em vias de desenvolvimento, e pediu aos líderes "que respondam às expectativas" dessas nações.

Nesse sentido, defendeu a conclusão da Rodada de Doha e pediu que o "fluxo de protecionismo" seja contido. EFE ei/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG