Japão pede Nobel da Paz livre para eleições em Mianmar

Tóquio, 25 ago (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores japonês, Hirofumi Nakasone, pediu hoje em Tóquio a rápida libertação da líder opositora birmanesa e Prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi e sua participação nas eleições convocadas para 2010 em Mianmar.

EFE |

Segundo a agência de notícias local "Kyodo", o chanceler japonês, em reunião com um dos membros da Junta Militar de Mianmar, defendeu a participação de Suu Kyi nas eleições do próximo ano, ao dizer que isso contribuiria para a democracia.

"As eleições gerais de Mianmar serão celebradas por toda a comunidade internacional, embora esperamos que a democratização de Mianmar avance e envolva a todos", disse hoje Nakone durante seu encontro de 20 minutos com o ministro da Agricultura birmanês, o general Htay Oo.

O ministro birmanês, em visita a Tóquio, disse que Suu Kyi, que viveu quase 14 anos em cativeiro desde 1988, será liberada em breve se agir com boa fé.

Durante a reunião de hoje em Tóquio, o ministro de Assuntos Exteriores japonês expressou também o desejo do Japão de continuar oferecendo ajuda às regiões atingidas por ciclones em Mianmar. EFE clb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG