Japão oferece ajuda a vítimas de terremoto na China

Tóquio, 13 mai (EFE).- O Japão ofereceu hoje o envio de ajuda humanitária de emergência às vítimas do terremoto que sacudiu na segunda-feira a província sudoeste chinesa de Sichuan, deixando pelo menos 10 mil mortos.

EFE |

"A China é nosso vizinho e está sofrendo um dano significativo, portanto queremos fazer por eles tudo que pudermos", disse hoje o ministro de Exteriores japonês, Masahiko Komura, segundo a agência local de notícias "Kyodo".

"Vamos ver o que nos pedem, porque há países que preferem fazer as coisas por conta própria. Nós estaremos dispostos a responder em qualquer momento", acrescentou.

O Governo japonês já preparou o envio de material de emergência, equipes de especialistas médicos e de resgate, helicópteros e reservas de água, além de alimentos e cobertores, segundo a "Kyodo".

O primeiro-ministro do Japão, Yasuo Fukuda, enviou ontem uma mensagem de apoio através da Embaixada chinesa no Japão e reiterou que seu Governo "está preparado para ajudar caso seja necessário".

O terremoto de ontem, de 7,8 graus de magnitude na escala aberta de Richter, afetou várias empresas japonesas que possuem instalações na província de Sichuan.

Algumas delas, como a Toyota e a Hitachi, foram obrigadas a paralisar sua produção de maneira temporária, segundo informa hoje o jornal econômico "Nikkei". EFE icr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG