Japão minimiza decisão dos EUA de reconhecer ilhas Dokdo como sul-coreanas

O Japão minimizou nesta quinta-feira a importância da decisão dos Estados Unidos de reconhecer novamente como território sul-coreano um conjunto de ilhas que também é reivindicado pelo governo de Tóquio.

AFP |

O presidente norte-americano, George W. Bush, declarou na quarta-feira que o Departamento de Denominações Geográficas, uma organização governamental dos Estados Unidos, deverá revisar uma recente decisão e esclarecer que as ilhas em questão pertencem à Coréia do Sul.

O departamento norte-americano as havia classificado há uma semana como "território de soberania não designada", devido à disputa entre Japão e Coréia do Sul pela posse dessas ilhas, que os japoneses chamam de Takeshima (ilhas de bambu) e os sul-coreanos Dokdo (ilhas solitárias).

Essa decisão suscitou um duro protesto do governo de Seul, a poucos dias da visita de Bush à capital sul-coreana.

Perguntado sobre a mudança norte-americana, o governo japonês tentou nesta quinta-feira deixar clara a sua indiferença, salientando inclusive que a posição dos Estados Unidos não variou em relação ao arquipélago.

"Não achamos que seja forçosamente necessário reagir de forma excessiva cada vez que uma organização do governo norte-americano faz algo", declarou o porta-voz do governo japonês, Nobutaka Machimura, em uma entrevista coletiva à imprensa.

"O governo japonês não acredita que a modificação do status das ilhas reflita uma mudança de posição por parte dos Estados Unidos", acrescentou Machimura sem dar mais explicações.

oh/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG