Japão fecha reator nuclear de Ohi após defeito

Pressão do tanque de segurança caiu e técnicos ainda procuram descobrir causas do problema

BBC Brasil |

selo

A operadora da usina nuclear de Ohi, no Japão, decidiu neste sábado interromper o funcionamento do reator, devido a um problema técnico. A pressão do tanque de segurança caiu sem motivo aparente e, apesar de ter voltado ao normal, os administradores da usina decidiram "dar prioridade máxima à segurança e descobrir as causas" do defeito.

Não houve vazamento de material radioativo, mas a paralisação do reator vai intensificar os problemas de geração de energia no país, após o terremoto e o tsunami de março. Há uma constante preocupação da população com a situação na usina de Fukushima, que foi danificada durante o desastre e continua apresentando vazamentos.

Com o fechamento na usina de Ohi, apenas 18 dos 54 reatores do Japão continuam em operação. A Kansai Electric Power Company, Kepco, que opera a usina, não tem previsão de quando o funcionamento voltará ao normal.

    Leia tudo sobre: japãoterremotousina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG