Japão encerra seu envolvimento militar no Iraque

TÓQUIO - O Japão está encerrando seu envolvimento militar no Iraque, anunciando na sexta-feira a retirada da missão de sua força-aérea cuja função é levar suprimentos às forças lideradas pelos Estados Unidos na região.

Reuters |

O anúncio vem um dia depois do Parlamento iraquiano aprovar um acordo que abre caminho para que os Estados Unidos saiam do país em 2011. O envolvimento japonês despertou acusações de violação da constituição do país, que é pacifista.

A medida também vai atrair atenção para a possibilidade do Japão estender seu apoio ao Exército dos Estados Unidos no Afeganistão. Segundo a mídia japonesa, Washington está pressionando Tóquio a fazer isso.

O país também considera se juntar às patrulhas navais antipirataria na Somália.

"O governo decidiu encerrar a missão de transporte da Força de Auto-Defesa Aérea no Iraque neste ano, pois acreditamos que ela já cumpriu seu propósito", disse o primeiro-ministro Taro Aso em um comunicado.

"Estou orgulhoso porque as Forças de Auto-Defesa cumpriram seus deveres, apesar das condições difíceis", acrescentou.

O Japão, cuja constituição proíbe atividades militares, se refere às suas forças armadas como Forças de "Auto-Defesa".

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG