Japão elegerá novo primeiro-ministro nesta sexta-feira

Atual ministro de Finanças é o favorito para assumir o cargo

EFE |

Tóquio - O governante Partido Democrático (PD) do Japão elegerá nesta sexta-feira, seu novo presidente e, no mesmo dia, a Dieta (Parlamento) votará para eleger o substituto de Yukio Hatoyama como primeiro-ministro, informa nesta quinta a agência "Kyodo". O objetivo é definir rapidamente a sucessão de Hatoyama à frente do partido e do Governo.

O favorito é Naoto Kan, atual vice-primeiro-ministro e titular de Finanças, mas ao longo do dia nesta quinta-feira podem ser lançadas outras candidaturas. Yukio Hatoyama, de 63 anos, anunciou na última quarta sua renúncia à chefia de Governo após oito meses e meio no cargo, ao qual chegou com revolucionárias promessas de mudança para um país governado durante 54 anos pelo conservador Partido Liberal-Democrata (PLD).

Afetado por sua baixa popularidade, Hatoyama renunciou também como presidente do PD, posto no qual será substituído em uma eleição interna de seu partido, como ocorreu desde 2006, no caso de seus três antecessores, Shinzo Abe, Yasuo Fukuda e Taro Aso, todos eles do PLD. Hatoyama é o quarto primeiro-ministro consecutivo que fica menos de um ano no cargo no Japão, apesar de ter conseguido uma vitória arrasadora nas eleições do último dia 30 de agosto, quando seu partido conseguiu quase o triplo de cadeiras que o PLD.

Seu sucessor será designado em votação secreta dos 423 parlamentares do PD (307 deputados e 116 senadores), e não por todos os militantes do partido, visando agilizar o processo. A votação está prevista para as 11h pelo horário local (23h de quinta-feira em Brasília) e as duas câmaras da Dieta se reunirão mais tarde para escolher o novo primeiro-ministro. A eleição do próximo presidente do PD como primeiro-ministro do Japão é certa, pois o partido tem maioria absoluta na Câmara Baixa, cuja votação prevalece mesmo caso o Senado o rejeite, segundo a Constituição japonesa.

Por enquanto, só dois políticos mostraram interesse em suceder Hatoyama: o favorito Kan, de 63 anos, e Shinji Tarutoko, de 50 anos, presidente do comitê parlamentar do Meio Ambiente. Os atuais ministros de Transporte, Seiji Maehara, e de Exteriores, Katsuya Okada, que a imprensa japonesa apontava como possíveis adversários, expressaram nesta quinta seu apoio a Kan, segundo a "Kyodo".

Okada afirmou que apoiará o atual vice-primeiro-ministro se ele neutralizar a influência do até agora secretário-geral do PD, o poderoso Ichiro Ozawa, que foi o cabeça do partido durante o curto mandato de Hatoyama.

    Leia tudo sobre: iGmundojapãopolítica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG