Japão e EUA assinam acordo para retirada de 8.000 soldados de Okinawa

Washington reduzirá em 8.000 o número de soldados mobilizados na base de Okinawa, sul do Japão, segundo um acordo assinado em Tóquio pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e seu colega japonês, Hirofumi Nakasone.

AFP |

O Japão contribuirá com pouco mais de seis bilhões de dólares para a transferência, que será completada até 2014, de 8.000 marines americanos a Guam, ilha do Pacífico ocidental que pertence aos Estados Unidos.

A retirada tem como objetivo reduzir a presença militar dos Estados Unidos instalada após a Segunda Guerra Mundial em Okinawa. Os moradores da região reclamam do barulho provocado pelas operações militares e dos crimes ocasionais cometidos pelos soldados americanos.

Os Estados Unidos mantêm 40.000 soldados no Japão, mais da metade deles em Okinawa.

kh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG