Japão e Brasil trabalharão no desenvolvimento agrícola de Moçambique

Tóquio, 15 mar (EFE).- A Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) anunciou hoje um plano do país para o desenvolvimento agrícola da savana moçambicana com a parceria do Governo brasileiro, informou hoje a televisão japonesa NHK.

EFE |

O projeto almeja o desenvolvimento de 5,5 milhões de hectares de savana no país africano, uma área equivalente ao tamanho da Croácia.

Da área total, 2 milhões de hectares serão designados para exploração agrícola.

Segundo a JICA, o objetivo é cooperar com o Governo brasileiro para transformar um vasto terreno de arbustos em uma região agrícola, como fez o Brasil com o Cerrado, de características geográficas e climáticas semelhantes.

Os trabalhos de pesquisa no terreno moçambicano serão iniciados por volta de outubro deste ano, para determinar que tipo de sementes e plantas são adequadas ao terreno e como enriquecê-lo para o cultivo.

Na opinião da JICA, esse projeto pretende transformar o setor primário do país africano, assim como fazer com que o Japão se aproxime mais da África.

Nesta semana, representantes do Ministério da Agricultura de Moçambique e especialistas japoneses e brasileiros realizarão um simpósio para iniciar os trabalhos prévios à iniciação do projeto.

China e Coreia do Sul começaram anteriormente projetos agrícolas na África em grandes extensões de terra com o objetivo de melhorar sua segurança alimentar contra o aumento dos preços, algo que foi criticado por associações não-governamentais. EFE jmr/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG