Japão confirma que investirá em empresas para conter crise

Tóquio, 27 jan (EFE).- O Japão injetará fundos públicos em empresas privadas especialmente afetadas pela crise, através de entidades de crédito apoiadas pelo Governo, confirmou hoje o Ministério da Economia japonês.

EFE |

Os fundos públicos serão usados para cobrir até 80% das possíveis perdas que os bancos japoneses possam registrar após terem investido nas companhias mais prejudicadas pela crise, segundo o ministro da Economia, Toshihiro Nikai.

Para levar a iniciativa a cabo, o Banco de Desenvolvimento do Japão comprará ações preferenciais de algumas dessas companhias.

Por outro lado, a Japan Finance, entidade financeira apoiada pelo Governo, será responsável por cobrir as perdas das companhias que recebam fundos públicos do Banco de Desenvolvimento, caso a situação piore e as leve à quebra.

As empresas escolhidas para receber as injeções de fundos serão as que tiverem um maior peso nas economias regionais e cujo fracasso possa afetar em maior medida o emprego no Japão.

O ministro ressaltou que as medidas de emergência desenhadas pelo Governo têm como objetivo "facilitar o investimento por parte de instituições financeiras privadas", em vez de destinar fundos públicos diretamente a empresas mais afetadas pela crise.

Para a medida, o Governo estabelecerá um montante de perto de 1,5 trilhão de ienes (US$ 16,773 bilhões) do orçamento estatal para 2009, válido até 31 de março de 2010. EFE icr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG