Japão confirma novos casos de vazamento radioativo em navio americano

Tóquio, 7 ago (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores do Japão anunciou hoje que o submarino nuclear Houston, que deixou vazar material radioativo no porto de Sasebo (sul), também deixou rastros de produtos contaminantes em outros dois portos japoneses.

EFE |

A embaixada dos Estados Unidos no Japão informou hoje à Chancelaria japonesa que o Houston também passou por outros dois portos, nas províncias de Kanagawa (centro) e Okinawa (sul), antes de ter detectada a fuga de material radioativo durante uma revisão no porto do Havaí, segundo a agência local de notícias "Kyodo".

A informação da embaixada chega quase uma semana depois de a Marinha dos EUA ter confirmasse que o "Houston" teve um pequeno vazamento de material radioativo enquanto esteve ancorado no porto de Sasebo.

Segundo a representação diplomática americana, o submarino soltou pequenas quantidades de líquido radioativo desde junho de 2006.

Desde então, o Houston esteve até cinco ocasiões no porto de Sasebo, uma no de Yokosuka, e outras cinco no de Uruma, segundo a "Kyodo".

"A quantidade de radiatividade natural contida normalmente na água dos portos é um milhão de vezes maior que a do vazamento detectado", diz a nota enviada pela embaixada americana ao ministério japonês.

Os americanos afirmam que o vazamento não tem efeitos prejudiciais no meio ambiente nem no corpo humano. EFE icr/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG