Japão confirma 32 casos da gripe

Tóquio, 17 mai (EFE).- As autoridades japonesas disseram hoje que confirmaram 28 casos de contágio interno de gripe suína em território japonês durante o fim de semana, por isso há 32 infectados no país, informou a agência de notícias Kyodo.

EFE |

De acordo com os dados do Ministério da Saúde japonês, os casos mais recentes descobertos são de 16 pessoas, na maioria estudantes, da província de Hyogom, e outros 12 estudantes do ensino médio procedentes da província de Osaka, ambas no centro do país.

As autoridades japonesas confirmaram também que os novos infectados são as primeiras pessoas que são contagiadas pela nova gripe em território japonês, sem ter viajado ao exterior.

Além dos 28 casos registrados este fim de semana, estão os quatro já confirmados durante os exames médicos realizados no aeroporto de Tóquio-Narita, onde foram descobertas as primeiras vítimas da gripe suína no Japão.

Estes quatro afetados são cidadãos japoneses - um professor do ensino médio de cerca de 40 anos e três alunos de aproximadamente 16 anos -, também da província de Osaka, e tinham voltado de uma viagem de estudos em Oakville, no Canadá.

Cerca de 110 estudantes de um centro de ensino ao qual pertencem vários dos casos recém-confirmados em Osaka mostram sintomas de gripe desde segunda-feira, segundo a própria instituição.

As autoridades locais decidiram fechar o centro de segunda-feira até sábado, como medida preventiva diante de possíveis novas infecções, segundo a "Kyodo".

O Governo japonês declarou que já "entrou em uma nova fase" e aumentou as medidas preventivas de seu plano de luta contra a gripe, após serem descobertos ontem os primeiros casos de contágio dentro do país, segundo a "Kyodo".

O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, disse, em comunicado, que o Japão "está pronto para tomar medidas que evitem que (a nova gripe) se estenda" e comparecerá amanhã em entrevista coletiva para explicá-las.

Segundo os dados mais recentes, mais de 8 mil pessoas de 40 países estão infectadas pelo vírus A (H1N1), que já causou a morte de 73 pessoas.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE icr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG