O governo do Japão examina a ideia de deslocar mísseis interceptores em terra e mar para derrubar um foguete norte-coreano, no caso deste ameaçar o território nipônico.

O gabinete do primeiro-ministro Taro Aso "está analisando veementemente" a iniciativa, mas ainda deve decidir antes que o regime de Pyongyang lance o foguete, entre 4 e 8 de abril, afirmou o porta-voz do governo, Takeo Kawamura.

"Temos que nos esforçar em garantir a paz e a segurança de nosso povo e dissipar seus temores", completou.

Pyongyang anunciou que lançará um satélite de telecomunicações, mas Washington e Seul acreditam que o verdadeiro objetivo é testar um míssil de longo alcance Taepodong-2, que em tese tem capacidade de alcançar o Alasca.

O Japão, que desenvolveu um sistema de defesa antimísseis com os Estados Unidos, já advertiu que está disposto a derrubar qualquer míssil que aponte para seu território.

Pyongyang, em resposta, afirma que vai considerar qualquer interceptação como um ato de guerra.

si-oh/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.