Japão chega a 36 mil pessoas com mais de cem anos

O governo do Japão anunciou nesta sexta-feira que o número de centenários no país mais que dobrou nos últimos seis anos: atualmente, as estatísticas indicam que 36.276 pessoas têm mais de cem anos no país, um número recorde no mundo.

BBC Brasil |

O número é 4 mil pessoas maior do que no ano passado. A maior parte dos centenários, 86%, é mulher. A longevidade recorde dos japoneses, no entanto, também cria problemas para o sistema de saúde e pensões do país.

Nos últimos 40 anos, o número de pessoas com mais de cem anos vem subindo, mas na última década, esse crescimento se acelerou.

No fim de setembro, estima-se que, pela primeira vez, o número de japonesas centenárias vai ultrapassar 31 mil.

De acordo com o governo japonês, a mulher mais velha do Japão tem 113 anos e mora no sul da ilha de Okinawa.

Já o homem mais velho tem um ano a menos, e mora em Miyazaki.

Embora o número de anciãos seja bem menor, ele também é recorde. Pela primeira vez na História, já são mais de 5 mil centenários.

Até 2050, o número de pessoas entrando no segundo século de vida deve pular para 1 milhão.

Apesar de muitos desses idosos estarem mais saudáveis e ativos do que em gerações anteriores, o governo teme o impacto que eles possam causar na sociedade.

Contribuintes mais jovens possivelmente terão que trabalhar e pagar mais impostos para garantir a própria aposentadoria no futuro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG