Japão aprova segundo orçamento adicional de 2008

Tóquio, 13 jan (EFE).- A Câmara Baixa (equivalente à dos Deputados) japonesa aprovou hoje o segundo orçamento adicional para o atual ano fiscal 2008, que termina em março, em valor aproximado a 4,79 trilhões de ienes (cerca de US$ 53,875 bilhões), segundo a agência Kyodo.

EFE |

Este orçamento adicional, que inclui fundos para financiar um pacote de estímulo econômico para qs famílias, as pequenas empresas e as economias regionais japonesas contra a crise, contou com o apoio do governamental Partido Liberal-Democrata (PLD), majoritário na Câmara Baixa, e de seu parceiro Novo Komeito.

O Partido Democrático do Japão (PD), principal força da oposição japonesa, negou-se a votar, assim como os minoritários Partido Social Democrático e Partido Novo do Povo, enquanto o Partido Comunista votou contra.

O orçamento extraordinário inicial foi aprovado em outubro pela Câmara Baixa japonesa com o apoio do PLD e o Novo Komeito, mas a oposição abandonou, então, a sessão plenária, antes da votação.

Do total, cerca de 2 trilhões de ienes (aproximadamente US$ 22,493 bilhões) serão para ajudar os japoneses mais afetados pela crise, em um mínimo de 12 mil ienes (cerca de US$ 135) por pessoa.

De fato, embora o Senado rejeite o orçamento, como se prevê devido à maioria opositora, o voto da Câmara Baixa prevalece sobre o da Câmara Alta neste caso, conforme estabelece a Constituição japonesa. EFE icr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG