Japão aprova orçamento recorde focado na área social

Tóquio, 24 mar (EFE).- O Parlamento japonês aprovou hoje o Orçamento do Governo para o ano fiscal 2010, estipulado em 92,3 trilhões de ienes (US$ 1 trilhão) e que prioriza a área social.

EFE |

O Orçamento mais alto da história do Japão foi aprovado na Câmara Alta com os votos da coalizão governista, liderada pelo Partido Democrático (PD), ao qual pertence o primeiro-ministro Yukio Hatoyama, que, em setembro, pôs fim ao domínio do Partido Liberal-Democrata (PLD).

O Governo japonês, que destacou a importância de trocar o "concreto por gastos com o povo", reduziu as verbas para obras públicas em 18,3%, para 5,8 trilhões de ienes (US$ 63,6 bilhões).

Por outro lado, aumentou as despesas com seguridade social em 9,8%, para 27,3 trilhões de ienes (US$ 300 bilhões), e a verba destinada à defesa em 0,3%, para 4,79 trilhões de ienes (US$ 52,555 bilhões).

Na sessão parlamentar de hoje, o primeiro-ministro ressaltou a importância de a saúde fiscal da segunda maior economia do mundo ser recuperada e de ser criado "um círculo virtuoso no qual o emprego e a demanda melhorem com uma estratégia de crescimento que leve ao combate à deflação".

No entanto, o primeiro orçamento do novo Governo do PD terá que ser financiado com a emissão de 44,3 trilhões de ienes (US$ 475 bilhões) em bônus, um recorde que ampliará a já elevada dívida pública do Japão, quase duas vezes maior que o Produto Interno Bruto (PIB).

Além disso, o ano fiscal 2010, que começa em abril, será o primeiro desde o fim da Segunda Guerra Mundial em que a emissão de bônus do Tesouro vai superar a arrecadação fiscal do Estado. EFE jmr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG