Japão adota resolução para um mundo sem armas nucleares

Tóquio, 17 jun (EFE).- O Parlamento japonês aprovou hoje por unanimidade uma resolução na qual se propõe a intensificar os esforços para eliminar as armas nucleares no mundo, em resposta ao pedido feito em abril pelo presidente americano, Barack Obama.

EFE |

O texto, aprovado hoje na câmara alta do Legislativo japonês, pede ao Governo do país para que, como único país do mundo atacado com bombas atômicas, lidere a iniciativa antinuclear, segundo informou a agência local "Kyodo".

De acordo com a resolução, o Japão deve se esforçar para obter "a redução de armas nucleares e a não-proliferação, e trabalhar de maneira ativa para o estabelecimento de um sistema de inspeção efetivo".

O compromisso adverte que "os fluxos de materiais e tecnologias nucleares estão aumentando, inclusive nesta era depois da Guerra Fria, e persistem ameaças como o desenvolvimento, não só de armas nucleares, mas também de mísseis que podem transportar ogivas nucleares".

A aprovação do texto japonês ocorre depois de, no último dia 12, o Conselho de Segurança da ONU ter aprovado, uma nova resolução que impõe mais sanções à Coreia do Norte em resposta ao segundo teste nuclear feito pelo país. EFE clb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG