Tóquio, 3 set (EFE).- O Japão anunciou hoje que adiará a cúpula que estava prevista para o fim deste mês com China e Coréia do Sul, após a renúncia nesta segunda-feira do primeiro-ministro japonês, Yasuo Fukuda.

"Consideramos que é difícil organizar a cúpula devido à situação política no Japão", disse o ministro porta-voz do Governo, Nobutaka Machimura.

O Governo japonês também afirmou que encontra dificuldades para fixar uma data para a cúpula devido a uma disputa territorial com a Coréia do Sul.

Segundo Machimura, Seul não tinha dado uma resposta sobre a organização da reunião antes de o Japão decidisse adiar o encontro.

Se o encontro acontecer no futuro, será o primeiro reunindo Coréia do Sul, Japão e China fora das cúpulas regionais.

Fukuda anunciou sua renúncia na segunda-feira à noite, por considerar que é o melhor para o Japão, após um ano no cargo marcado pelo bloqueio opositor no Senado. EFE icr/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.