Jantares pagos por eleitores ajudam a financiar campanhas nos EUA

Com contribuição entre US$ 10 e US$ 2,5 mil, partidário de Obama pode concorrer a sorteio para jantar; republicano Romney copiou ideia

Carolina Cimenti, de Nova York |

Até dezembro de 2011, o presidente dos EUA, Barack Obama, havia recebido quase US$ 100 milhões em doações. Mais dinheiro que todos os pré-candidatos republicanos juntos. O fato de ele ser o atual presidente ajuda, mas estratégias como a campanha Jante com o Presidente são muito populares.

Saiba mais: Veja o especial sobre as eleições nos EUA 2012

Reprodução
Site possibilita que eleitor concorra a jantar com Barack e Michelle Obama
Basta fazer uma doação, que pode ser de US$ 10 a US$ 2,5 mil, e o eleitor entra num sorteio. O sorteado ganhará passagens aéreas, estada de uma noite em hotel e poderá jantar com Barack e Michelle Obama . A refeição normalmente é feita em um restaurante com pratos típicos americanos de preço médio a alto.

Para poder participar do sorteio, a pessoa tem de ser cidadã americana, morar nos EUA e ser maior de idade. De acordo com o site de Obama, contribuir com mais de US$ 10 não aumenta as chances de ganhar. Obviamente, aceitam-se todos os cartões de crédito.

O candidato republicano Mitt Romney gostou da ideia e é um pouquinho mais acessível. Basta doar US$ 5 para entrar no seu sorteio . Mas o cardápio também é mais humilde. O felizardo que for sorteado dividirá um pizza com o pré-candidato. 

E mais:
- Desafio: Em 2012, pior rival de Obama é seu próprio governo
- Rivais no partido: Quem são os principais pré-candidatos republicanos?
- Disputa longa: Entenda como funcionam as eleições americanas
- Voto indireto: Entenda como funciona o Colégio Eleitoral americano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG