Janet Napolitano, uma mulher combativa para la Seguridad Interior

A governadora do Arizona (sudoeste), Janet Napolitano, anunciada nesta segunda-feira como futura secretária de Segurança Interna dos Estados Unidos, é conhecida por sua experiência em temas de imigração.

AFP |

Essa mulher de 51 anos, que sobreviveu a um câncer de mama, fez Direito e tem apenas uma limitada experiência em temas de segurança, é especialista na área de imigração clandestina, graças à experiência adquirida à frente de um estado fronteiriço com o México.

Em 2007, o Congresso americano fracassou em sua tentativa de votar uma ambiciosa lei sobre imigração defendida por Barack Obama no Senado. Na época, os falcões republicanos se opuseram a uma mudança que permitiria a legalização de 12 milhões de ilegais que vivem nos Estados Unidos.

Agora, os defensores dos direitos dos imigrantes esperam que a experiência de Napolitano e as novas tentativas de reforma promovidas por Obama, contribuam para estimular o debate. O problema é que o contexto atual de crise econômica poderá tornar mais difícil do que nunca conseguir o apoio da opinião pública para a causa.

Esse é apenas um dos inúmeros temas pendentes e à espera de Janet Napolitano no Departamento de Segurança Interna, criado após os atentados do 11 de Setembro, em 2001. O órgão se transformou na terceira maior repartição do atual governo, atrás das pastas de Defesa e dos Veteranos de Guerra.

Esse departamento é responsável pela prevenção de qualquer ataque terrorista em território dos Estados Unidos, assim como pela segurança na fronteira e pela Defesa Civil, em caso de desastre naturais.

Solteira e nascida em Nova York, Janet é conhecida por seu senso de humor e por seu gosto por aventuras, o que já a levou a escalar o Himalaya e o Kilimanyaro.

Ela foi uma das primeiras a aderir à candidatura de Obama, mas foi Bill Clinton que lhe deu a oportunidade de lançar sua carreira política, ao nomeá-la, em 1993, para procuradora-geral do distrito do Arizona. Em 1998, Janet se tornou a primeira mulher eleita procuradora-geral do estado de mesmo nome.

Em 2000, foi submetida a uma mastectomia e, apesar da dor, três semanas depois da cirurgia pronunciou um discurso na Convenção Democrata.

Janet Napolitano foi eleita governadora em 2002.

dab-jit/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG