Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Jacques Chirac, condecorado no Kremlin, celebra a democracia russa

O ex-presidente francês Jacques Chirac recebeu nesta quinta-feira, no Kremlin, a mais importante distinção russa das mãos do presidente Dmitri Medvedev, acompanhado do primeiro-mnistro Vladimir Putin.

AFP |

"Passado o tempo das ideologias, a Rússia se comprometeu com a democracia, as reformas e a reconstrução", declarou Chirac ante uma uma impressionante reunião de personalidades russas, do pai da Perestroika, Mikhail Gorbachov, até o controvertido presidente da Chechênia, Ramzan Kadyrov.

Chirac defendeu uma aproximação entre a Rússia e a União Européia, cujas relações se degradaram nos últimos anos, assegurando que, "sem a Rússia, a Europa seria um continente mutilado".

Chirac se mostrou orgulhoso de ser "o primeiro estrangeiro a receber o Prêmio do Estado russo", que no ano passado coube ao ex-dissidente Alexander Solyenitzin.

No final de maio Putin visitou Paris, onde foi recebido como um verdadeiro chefe de Estado e se reuniu com dois amigos, Chirac e o escritor de origem russa Maurice Druon.

Putin, que escolheu a França para realizar sua primeira visita de importância a um país ocidental desde que deixou a presidência e assumiu a chefia de Governo, anunciou na ocasião que Chirac receberia em Moscou a mais importante condecoração russa.

Quando estava no poder, o ex-presidente francês, um russófilo assumido, foi criticado várias vezes por sua postura muito indulgente em relação a Vladimir Putin.

dth/vl/cn/fp

Leia tudo sobre: rússia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG